Buscar
  • Rodrigo Albuquerque

Estudo aponta que agricultura orgânica pode alimentar população inteira

Segundo pesquisa da Universidade de Washington, a produção orgânica pode ser rentável e melhorar as condições ambientais e dos trabalhadores rurais



Você já deve ter ouvido falar que os agrotóxicos são usados para aumentar a produção na agricultura. O argumento sempre aparece em conversas sobre sustentabilidade na produção de alimentos, como se fosse a única maneira possível de manter estes 7 bilhões de humanos alimentados na Terra. A boa notícia é que dá sim para manter todo mundo de barriga cheia sem recorrer a pesticidas.


Você, também, já deve ter ouvido falar de agricultura orgânica e produção sustentável. Um estudo da Universidade Estadual de Washington, nos Estados Unidos, apontou que essa modalidade de agricultura pode ser usada para alimentar toda a população mundial de maneira eficiente.

A proposta do estudo foi examinar a eficiência da agricultura ecológica baseada na sustentabilidade: econômica, social e ambiental. A produção orgânica pode ser rentável e melhorar as condições ambientais e dos trabalhadores rurais.

A solução para agricultura seria misturar métodos orgânicos com tecnologias modernas usadas nos plantios tradicionais, como rotação de culturas, gestão natural de pragas, diversificação agrícola e pecuária, melhoras na condição do solo com compostagem, adubação verde e animais.


Os pesquisadores responsáveis pelo levantamento, John Regalnold e Jonathan Wather, garantem que a agricultura orgânica é capaz de satisfazer todas as necessidades alimentares do mundo. Em termos econômicos, no entanto, o estudo deixa claro que, apesar de ser rentável, o cultivo orgânico proporciona lucros menores do que os tradicionais.


O relatório ainda mostrou que os orgânicos não são apenas suficientemente produtivos para cumprir essa tarefa, mas também rentáveis. De acordo com o estudo, eles ainda melhoram as condições ambientais e a qualidade de vida dos trabalhadores rurais. Para chegar a essa conclusão, o estudo analisou centenas de outras pesquisas já realizadas sobre o tema, buscando avaliar se a agricultura orgânica seria capaz de ser sustentável produtiva, econômico, social e ambientalmente.

Os sistemas agrícolas orgânicos produzem rendimentos mais baixos em comparação com a agricultura convencional. No entanto, eles são mais rentáveis e amigáveis com o meio ambiente e fornecem alimentos iguais ou mais nutritivos que contêm menos (ou nenhum) resíduos de pesticidas quando comparados com a agricultura convencional“, detalha o resumo do estudo.

Os pesquisadores sugerem ainda que a melhor solução seria combinar a agricultura orgânica com tecnologias de plantio modernas. Entre elas, pode-se destacar técnicas como rotação de culturas, gestão natural de pragas e adubação do solo com o uso de compostagem.

Legislação


O alimento orgânico deve ser certificado pelo Ministério da Agricultura de acordo com a Lei 10.831. Ela estabelece que o conceito de sistema orgânico de produção agropecuária e industrial abrange os denominados: ecológico, biodinâmico, natural, regenerativo, biológico, agroecológicos, permacultura e outros.

Além do não uso de agrotóxico e fertilizantes químicos, envolve a preservação da diversidade biológica dos ecossistemas naturais, uso saudável do solo, da água, do ar e redução de contaminação destes elementos e outras exigências.


Fonte: CONSUMIDOR MODERNO

1 visualização
 

WhatsApp: (61) 9 9677-1005

©2019 by GreenMove Orgânicos